O Profeta da Misericórdia Site

Liga do Mundo Islâmico - Organização Mundial para Apresentar e Apoiar o Mensageiro de Deus

mohammad

Na organizaçمo do Zakat hل misericَrdia para com os pobres.

O governo islâmico recolhe o zakat dos ricos para devolvê-la aos

pobres dentre a populaçمo.

687  Ver Said Annas: “Uiun al Açar”, v. 2, págs. 421 2 422.

 Quando o Profeta (Deus o abençoe e lhe dê paz) enviou Moaz Ibn

Jabal para o Iêmen, aconselhou-o, dizendo: “Informe-os que Deus

prescreveu

uma caridade que será tomada aos ricos entre eles, para ser

distribuída entre os pobres entre eles. Se o aceitarem, não toques no que

é valioso, de suas propriedades. previne-te quanto às súplicas a Deus

dos injustiçados, pois entre Deus e essas súplicas não existe barreira

alguma.” 688

O Zakat é conhecido como a parte destinada ao pobre e necessitado dos

bens do rico. O zakat é calculado na proporção de dois e meio por cento

dos acúmulos anuais, se ultrapassarem uma importância específica

conhecida como

nissab
(limite, patamar mínimo).

O zakat deriva-se de uma palavra árabe,

zakka
, que significa crescimento,

purificação, bênção. Portanto, extrair o zakat é purificar os bens do

muçulmano e aproximação de Deus, Exaltado seja, com a qual ele e a

sua comunidade auferem mais bênção e benefício.

Quando o Islam considera que o dinheiro do muçulmano rico está

depositado em confiança nas mãos dele por Deus, ele deve pagar o seu

direito e utilizá-lo da forma que agrada a Deus, Exaltado seja.

O zakat no Islam é o primeiro sistema que a humanidade conheceu

para a realização do auxílio aos necessitados e da justiça social entre

os membros da sociedade, de maneira a ser redistribuída uma parte da

fortuna dos ricos entre as classes de pobres e necessitados.

688  Narrado por Musslim, nº 28. Ibn Khuzaima, nº 2088. Foi atestado pelo Albáni.

O zakat gera o aumento da união da sociedade e a responsabilidade para

eliminar a pobreza e o que causa de problemas sociais, econômicos e

morais, quando se aproveita a utilização benéfica do dinheiro do zakat

e é gasto com quem merece.

A respeito do zakat, Will Durant disse:

“Não encontramos em toda a história um reformador que impôs aos

ricos um imposto

689 como Mohammad impôs para ajudar os pobres.” 690

 

Jack Ressler, abordando os méritos da zakat, disse:

“O zakat, antes de mais nada, é um ato cooperativo, livre e administrativo,

considerado uma enorme virtude. Na organização da comunidade de

Madina, o Profeta prescreveu esse ato caritativo como imposto legal e

obrigatório para o bem dos pobres e necessitados. Após essa organização,

transformou-se e gerou uma organização de funcionários e uma casa do

tesouro. Porém, se o Estado estabeleceu esse ato benéfico como fonte

para suas rendas, o princípio do zakat permaneceu, graças ao Alcorão,

um mérito que os muçulmanos praticaram automaticamente como um

dever religioso. Devemos louvar Mohammad por ter sido o primeiro

que estabeleceu um imposto recolhido dos ricos e distribuído entre os

pobres. Assim, o Alcorão prescreveu a misericórdia obrigatória!” 691

O quão belo é o que disse Bankmart 692

 

descrevendo o sistema de zakat:

689 O certo é zakat e caridade.

690 Will Durant: “A História da Civilização”, 13/59.

691 Jack Ressler: “A Civilização Árabe”, pág. 43.

692 Bricha Bankmart (Osman Abdullah): Educador em Tailândia. Cresceu no seio de uma família

budista. Passou a procurar, depois de completar seus estudos uma religião que podia ser “a

religião da humanidade e a religião da vida”, como ele o descreve. No início de 1971 declarou

“Não encontrei uma religião que prescreveu o zakat como uma

lei abrangente como o Islam. A comunidade islâmica que zela

pelo recolhimento do zakat está livre da pobreza, da privação e do

desamparo. Imagino que, se todo o mundo se orientasse para o Islam

não permaneceria na face da terra alguém faminto ou desprovido. A

comunidade islâmica que se apega aos preceitos e à ética do Islam é

uma comunidade limpa, feliz, desprovida dos crimes na variedade de

seus tipos.”693

Por outro lado, o Profeta (Deus o abençoe e lhe dê paz) advertiu contra

a negação do pagamento do zakat, ameaçando quem se recusa a pagá-lo

com dolorosos castigos no Dia da Ressurreição. Disse: “A quem Deus

concedeu riqueza e não pagou o seu zakat, no Dia da Ressurreição lhe

aparecerá como serpente tinhosa, com duas glândulas venenosas na

boca que se enrolará no seu pescoço, então pegará suas bochechas e lhe

dirá: ‘Sou sua riqueza, sou o seu tesouro.” Então, ele recitou:

“Que os

avarentos que retêm aquilo que Deus os agraciou, nمo pensem que

isso é um bem para eles; ao contrلrio, é prejudicial, porque no Dia da

Ressurreiçمo, irمo, acorrentados, com aquilo com que mesquinharam.

A Deus pertence a herança dos céus e da terra, porque Deus estل

bem inteirado de tudo quanto fazeis.” (3:180). 694

Ele disse, estimulando o pagamento do zakat: “Quem pagar o zakat

a sua adesão ao Islam e mudou seu nome para Osman Abdullah.

693  Ver Arafat Kámil Áchi: “Homens e mulheres que se tornaram muçulmanos”, 3/15.

694 Compilado por Bukhári, nº 1315. Nissá-i, nº 8307. Ahmad, nº 8307, com base em Abu Huraira.

de sua riqueza elimina o mal dela.” 695

E disse: “Três qualidades quem as tiver sentirل o sabor da fé: “Quem

adorar a Deus, عnico; e saber que nمo hل outra divindade além de

Deus; e quem pagar o zakat de sua riqueza voluntariamente que ele

aufere todo ano, sem dar a idosa (entre o gado), nem a defeituosa,

nem a doente, nem a depreciada. Entمo, concedam do mediano de

vossos bens, pois Deus nمo vos exigiu o mais valioso nem o pior de

vossos bens.” 696

E disse, mais: “Quem o pagar almejando a recompensa (de Deus), terل

a sua recompensa. Quem a negar, eu a tomarei e mais a metade de

sua riqueza, como uma pena das penas de nosso Senhor. Nenhuma

parte dele (do zakat) é permitido aos familiares de Mohammad.” 697